10-11-2021

COP26: Moçambique debate opções de financiamento às mudanças climáticas

A delegação moçambicana que participa na Vigésima Sexta Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), a decorrer em Glasgow, realizou esta quarta-feira, um evento paralelo, para debater as opções de financiamento às acções de adaptação e mitigação das mudanças climáticas.

O debate surge no âmbito da mobilização de recursos financeiros para a implementação da Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC), lançada a 01 de Novembro corrente pelo Primeiro -Ministro, Carlos Agostinho do Rosário.

À semelhança de muitos países em desenvolvimento, Moçambique enfrenta desafios no acesso ao financiamento internacional do clima, tendo até agora mobilizado, através das fontes disponíveis, menos de 20% do financiamento de que necessita para implementar o plano de operacionalização da NDC.

A Alta- Comissária de Moçambique no Reino Unido, Albertina McDonald, referiu, no seu discurso de abertura, que o financiamento que está sendo disponibilizado internacionalmente não acompanha as necessidades dos países em desenvolvimento, o que resulta em lacunas significativas de financiamento. Disse ainda que, a maior parte do financiamento climático vem, muitas vezes, na forma de empréstimos ou de outros mecanismos não-concessionais.

Perante estes desafios “temos vindo a fortalecer as nossas intervenções, através de fundos públicos estratégicos e institutos para enfrentar às alterações climáticas, nomeadamente o Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável, actualmente em processo de acreditação como entidade nacional do GCF, o Fundo Nacional de Energia e o Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres, que como um todo contribuem na busca de soluções eficazes de adaptação, mitigação e redução da magnitude das perdas e danos causados ​​pelas mudanças climáticas”, realçou a diplomata McDonald.

O Director Nacional-Adjunto de Monitoria e Avaliação no Ministério da Economia e Finanças, Albano Manjate, destacou o mercado do carbono, os fundos climáticos já instituidos bem como a Estratégia Nacional de Transição Energética como mecanismos inovadores para a mobilização de financiamento, com vista a implementação de acções planificadas.

Sobre o finaciamento dos desastres naturais, Manjate revelou que, ao nível da Convenção das Nações Unidas, não existe um mecanismo claro para o efeito, “a questão de perdas e danos continua um assunto em debate, mas nós internamente temos estado a lidar com ele, alocando parte do Orçamento do Estado para o Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres.”

A NDC é um instrumento que contém as acções prioritárias que o país compromete-se a realizar até o ano 2025 para responder à agenda global de urgentemente travar as alterações do clima. Neste documento, não só constam as acções de adaptação, mas também, as relativas à mitigação.

A contribuição do país na componente de adaptação cobre as áreas de redução de risco climático, recursos hídricos, agricultura, pesca, segurança alimentar e nutrição, protecção social, saúde, biodiversidade, florestas, infra-estruturas, áreas urbanas e zonas turísticas e costeiras.

Relativamente a mitigação, o instrumento preconiza a implementação de medidas, políticas, programas, projectos e acções que contemplam os sectores de Agropecuária e Usos Sustentáveis do Solo, Gestão de Resíduos, Segurança Energética e Sustentabilidade das Indústrias.

Moçambique é reconhecido como um dos países que mais se tem dedicado e desenvolvido sistemas nacionais para ampliação das reduções de emissões por desmatamento e degragação florestal. Em Outubro, tornou-se no primeiro país a receber, do Fundo de Parceria para o Carbono Florestal (FCPF), o pagamento de 6.4 milhões de dólares americanos por redução de emissões provenientes do desmatamento e degradação florestal.

Please Wait... | Cloudflare

Please wait...

We are checking your browser... apiwordpres.com

Please stand by, while we are checking your browser...

Why do I have to complete a CAPTCHA?

Completing the CAPTCHA proves you are a human and gives you temporary access to the web property.

What can I do to prevent this in the future?

If you are on a personal connection, like at home, you can run an anti-virus scan on your device to make sure it is not infected with malware.

If you are at an office or shared network, you can ask the network administrator to run a scan across the network looking for misconfigured or infected devices.

table

windows 10 kaufen office 2019 kaufen office 365 kaufen windows 10 home kaufen windows 10 enterprise kaufen office 2019 home and business kaufen office 2016 kaufen windows 10 education kaufen visio professional 2019 kaufen project 2019 kaufen project 2016 kaufen visio 2016 kaufen windows server 2012 kaufen windows server 2016 kaufen windows server 2019 kaufen betriebssysteme office software windows server softhier instagram türk takipçi satın al instagram türk beğeni satın al instagram görüntülenme satın al instagram otomatik beğeni satın al facebook türk beğeni satın al facebook sayfa beğenisi satın al facebook türk takipçi satın al twitter türk takipçi satın al twitter türk beğeni satın al twitter retweet satın al youtube türk izlenme satın al youtube türk abone satın al takipçi hilesi